Portugal

Mochilão de 20 dias por Portugal, Espanha, França e Itália

Confira aqui como planejar e fazer uma mochilão de 20 dias por Portugal, Espanha, França e Itália! Criamos um planejamento completo para você que quer ter este tipo de experiência em apenas 20 dias, passando pelas cidades de Lisboa, Cascais, Sintra, Barcelona, Paris e Roma:

Louvre, Paris

E se você está planejando viajar para lá, não deixe de conferir também as dicas imperdíveis de como economizar muito em sua viagem a Portugal. São dicas muito boas, que valem a pena, e vão fazer você economizar muito em todo o planejamento da viagem e quando estiver lá. Sua viagem a Portugal vai sair mais barata do que imaginava e você poderá gastar mais para aproveitar ainda mais.

O que é um mochilão e por que fazê-lo por Portugal, Espanha, França e Itália?

Um mochilão é um estilo de viagem em que você tem como objetivo explorar tudo o que for possível de um ou mais destinos, seja durante dias, meses ou anos. O diferencial desta viagem para as tradicionais é que a pessoa que a realiza costuma ter como bagagem apenas uma mochila, contendo o suficiente para viver uma experiência única e inesquecível, e fazer mais percursos a pé.

Mochilão em Portugal

De modo geral, o mochileiro busca por aventura e adrenalina, um maior contato com a cultura e tradição dos lugares que for conhecer, a vivência com os nativos e, claro, muita história pra contar.

Dica de como se locomover em um mochilão de 20 dias por Portugal, Espanha, França e Itália

Um mochilão, por si só é uma viagem em que você anda bastante. É aquele roteiro em que você coloca o necessário na mochila e sai explorando cada cantinho, em uma grande aventura. Sendo assim, já vá preparado para se locomover por vários locais fazendo várias e várias caminhadas por dia. Esta é uma das principais dicas para o seu mochilão de 20 dias por Portugal, Espanha, França e Itália.

Ônibus de viagem por Portugal

Banner-Gabr

Mas, é claro que você também irá se deslocar entre as cidades utilizando outros meios de transporte. No caso das pessoas que quiserem poupar um dinheirinho, existem os ônibus. Para os que gostarem de um conforto a mais, há os carros para alugar. E, no caso dos mochileiros que estiverem com o orçamento bem folgado, existem os táxis e Uber.

Dê uma olhadinha neste texto, com várias dicas sobre o assunto: Como andar e se locomover por Portugal.

Onde se hospedar em um mochilão de 20 dias por Portugal, Espanha, França e Itália?

Um mochilão, na maioria das vezes, é uma viagem voltada ao público que gosta de aventura e fortes emoções, além, claro, de um bom bom custo-benefício. Pensando nisso, a alternativa ideal de onde ficar em Portugal, Espanha, França e Itália é o hostel.

Os hostels são lugares que proporcionam estadias simples, mas confortáveis. E, o preço é extremamente atrativo. Ainda mais para você que ficará transitando bastante entre os destinos, ou seja, este estilo de hospedagem acaba sendo bem vantajoso. Por isso, ficam aqui algumas indicações de matérias incríveis para que você possa escolher seus hostels nestes destinos:

Hostel em Lisboa

Se quiser também dar uma olhada nos preços dos hotéis bons e baratos deste país, não deixe de acessar as matérias:

Uma ótima dica para achar ótimos hotéis, com preços incríveis, na região que você quer e economizar muito na hospedagem, é usar esse Pesquisador de Hotéis de Portugal. Nós sempre usamos ele, pois é o maior site de reservas de hotéis do mundo. Sem falar que ele tem todos os hotéis de Portugal, Espanha, França e do mundo nas suas pesquisas, com preços imbatíveis pela forte negociação que fazem. E, lá você pode conferir a opinião de brasileiros que já ficaram nos hotéis, o que ajuda muito na hora de avaliar cada um.

Dica do cancelamento grátis: uma outra dica muito boa é que esse buscador tem uma parceria fortíssima com os estabelecimentos e eles oferecem cancelamento grátis com quase todos os hotéis. Isso é ótimo, pois o fator que mais vai fazer você economizar na hospedagem é a antecedência. Essa é a dica mais importante. Quanto antes você fizer a reserva, pode ter certeza que mais barato irá pagar. Então você pode já reservar o seu hotel, para garantir o menor preço, e se depois achar um melhor ou não quiser ficar nele, é só cancelar.

Hotel Zenit em Lisboa

Dica de onde comer em um mochilão de 20 dias por Portugal, Espanha, França e Itália

Vale lembrar que, para este mochilão de 20 dias por Portugal, Espanha, França e Itália, é legal colocar alguns restaurantes, bares e baladas na programação. Para que você possa escolher alguns deles, de acordo com o seu perfil de turista e orçamento, seguem algumas recomendações de leituras:

Restaurante em Lisboa

Dica de documentos para fazer um mochilão de 20 dias por Portugal, Espanha, França e Itália

Você pode estar se perguntando sobre quais são os documentos necessários para providenciar antes de fazer um mochilão de 20 dias por Portugal, Espanha, França e Itália. Portanto, vamos a eles:

Obrigatório:

  • Passaporte emitido nos últimos 10 anos;
  • Carteira de habilitação (caso tenha intenção de alugar um carro);
  • Certificado de vacinação contra a Covid-19;
  • Seguro viagem;
  • Reservas de pelo menos parte dos alojamentos (podem ser solicitados no momento da imigração para entrada no país).

Mochila de viagem para Portugal e Espanha

Dica de o que fazer em um mochilão de 20 dias por Portugal, Espanha, França e Itália

Dia 1 – Lisboa

Em seu primeiro dia do mochilão de 20 dias por Portugal, Espanha, França e Itália, você provavelmente chegará de avião a Lisboa, a capital do país. Comece seu mochilão conhecendo a região de Belém, onde poderá ver a famosa Torre de Belém, o Padrão do Descobrimentos e o Mosteiro dos Jerónimos, bem como a casa tradicional de pastéis de Belém (não deixe de prová-los!). Esses lugares podem ser conhecidos todos a pé, já que ficam bem próximos uns dos outros.

Torre de Belém, Lisboa

De volta ao centro de Lisboa, continue o dia com um passeio pela Avenida da Liberdade, uma avenida gigante onde o fluxo não para. Quando chegar à Praça dos Restauradores, verá um grande obelisco, que faz uma homenagem à libertação de Portugal do domínio espanhol. Aproveite também o passeio promovido pelo Elevador da Glória, que fica ali perto, e sobe a colina que liga a Baixa ao Bairro Alto.

Uma vez lá em cima, você estará no Bairro Alto, que é o melhor bairro para a noite da capital, cheio de bares, restaurantes e lojas para você finalizar o dia. Na Praça de Camões é onde está o famoso Café A Brasileira, com sua estátua famosa de Fernando Pessoa, que era um frequentador. Se não estiver cansado, termine o dia na região do Cais do Sodré, que tem vida noturna agitada.

Elevador de Santa Justa à noite

Dia 2 – Lisboa

Seu segundo dia em Lisboa será atarefado. Inicie seu mochilão pela região do Parque das Nações, construído para a grande Expo Mundial de 1998, e que deixou um legado lindo, moderno e turístico para Lisboa. É lá que está o oceanário de Lisboa, o teleférico e outros pontos turísticos menores, assim como a lindíssima Estação Gare de Oriente, que tem ligações para metro, rodoviária, ferroviária e vários pontos de táxi. Além de estar ao lado do Rio Tejo e da famosa Ponte Vasco da Gama.

Lisboa - Estação do Oriente

Conheça ainda a Catedral da Sé, e faça também uma visita ao Castelo de São Jorge, uma das construções medievais mais preservadas da Europa, e que tem vistas incríveis da cidade. No interior do Castelo de São Jorge há sempre exposições e belos jardins para relaxar. Continue a tarde no centro, caminhando primeiramente pela Rua Augusta, onde você chegará ao principal arco da cidade e sairá na Praça do Comércio, um dos lugares mais conhecidos e bonitos da cidade. Pode, inclusive, jantar no tradicinoal mercado Time Out.

Lisboa - Castelo de São Jorge

Dia 3 – Cascais

No terceiro dia, você fará um bate-volta de um dia para Cascais, uma cidade praiana acessível de trem (o “comboio”), bem barata e que fica a poucos minutos de Lisboa. Cascais preserva um visual lindo de praia e edifícios modernos e neoclássicos! A cidade possui 17 praias, falésias, dunas, além de parques e reservas naturais.

As praias mais famosas são a Praia da Rainha, Praia da Poça, a Praia do Tamariz, Praia do Guincho, Praia da Azarujina e Praia da Adraga. Ou seja, dá para passar o dia explorando e tomando sol nelas, e ainda não conseguir visitar todas.

Boca do Inferno, Cascais

Também vale conhecer a falésia Boca do Inferno, um dos pontos mais famosos da cidade; e a vila de Cascais, para ser explorada a pé – e onde está a marina e o Palácio de Cascais. Há muito o que fazer e conhecer, por isso nós recomendamos que você passe um dia inteiro na cidade.

Dia 4 – Sintra

No quarto dia, vá explorar a região de Sintra, outra cidade vizinha, que fica a poucos minutos de Lisboa, via comboio. Lá, você poderá:

  • Passear pelo centrinho da cidade;
  • Curtir um passeio mais prolongado pela Quinta da Regaleira, uma quinta grande, com cenários super românticos;
  • Subir (por uma trilha) até o Palácio da Pena e o Castelo dos Mouros – que também tem muito o que mostrar!
  • Ah! E não deixe de provar os famosos “travesseiros de Sintra”, um doce folhado vendido nas lojas locais, e especialmente na “Periquita”.

Já mais tarde, volte para Lisboa e durma cedo, pois fará uma viagem um pouco mais comprida no dia seguinte.

Palácio de Sintra

Dia 5 – Coimbra

Neste dia, você pegará um ônibus, trem, transfer ou carro (há muitas boas opções de carros para alugar) para Coimbra, uma cidade universitária super antiga e bonita. Comece o dia visitando a Sé Velha, a antiga Catedral de Coimbra, que foi construída no século XII a pedido de D. Afonso Henriques – o primeiro rei de Portugal.

Dentro dela fica o claustro, uma das partes mais bonitas da Catedral. O Largo da Sé é rodeado de bares da faculdade, então se você for na época escolar verá os estudantes todos os dias tomando uma cerveja e conversando. A Sé Nova, como o nome já diz, é mais recente, mas não tanto assim, já que foi construída no final do século XVI. Ela apresenta arquitetura do estilo barroca e renascentista.

Sé Nova de Coimbra

Depois de visitar a Sé, visite a Biblioteca Joanina, que é um dos pontos turísticos de Coimbra mais atrativos. Ela fica no pátio da Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra. O edifício foi construído entre 1717 e 1728. Logo a seguir fica a Capela S. Miguel, também do século XVI e muito bonita.

Dentro da Universidade ficam três lugares imperdíveis, a Sala das Armas, onde acontecem os atos solenes da universidade, a Sala dos Capelos, onde se coloca o ”chapéu” aos graduados e a Sala do Exame Privado, onde ocorreu a primeira reunião da universidade. Almoce pelo centro, pois lá fica a maior parte dos restaurantes de Coimbra que indicamos.

Biblioteca Joanina de Coimbra

À tarde, depois de visitar grande parte de edifícios históricos da cidade, visite o Museu Nacional de Machado de Castro, um lugar com muita arquitetura romana, com galerias subterrâneas e todo muito bem conservado. Depois, descendo a famosa Rua da Alegria você chegará até o Rio Mondego. Em ambas as margens do rio há parques interessantes: de um lado fica o Parque Dr. Manuel Braga e do outro o Parque Verde do Mondego, onde há até piscinas naturais.

Termine o dia visitando o Convento de Santa Clara-a-Velha, uma das atrações mais cobiçadas pelos turistas. É lá que estão as ruínas do convento gótico, fundado em 1330 pela Rainha Santa Isabel. Há um museu do lado, que conta toda a história do lugar e vida das freiras. Ao final do passeio, faça a viagem para o Porto, que dura menos de 2 horas. Ao chegar, aproveite para jantar os famosos cachorros-quentes no restaurante Gazela, acompanhados de uma boa Nortada (a cerveja mais vendida no Porto)!

Dia 6 – Porto

Chegamos ao sexto dia deste mochilão de 20 dias por Portugal, Espanha, França e Itália. Neste dia, você viajará para uma cidade linda e bastante tradicional, com um cenário encantador: o Porto. Em seu primeiro dia por lá, faça um passeio pelo centro histórico da cidade: passeie pelas ruas mais comerciais, como o Largo Dr. Pedro Vitorino, onde está a Igreja de São Lourenço, construída para acolher os jesuítas da cidade.

Depois, passe pelo Terreiro da Sé, que como o nome já indica, é onde fica a Sé (a Catedral do Porto), que é um dos monumentos mais antigos de Portugal. Siga seu passeio indo até a Praça de Almeida Garret, onde fica a estação São Bento, conhecida pela decoração em azulejos no seu interior, que contam a história de reis e do que aconteceu ao norte de Portugal.

Estação São Bento

De lá, vá à Praça da Batalha, onde está a estátua do Rei D. Pedro V, a igreja dedicada ao arcebispo de Toledo (Igreja de Santo Ildefonso) e o Teatro Nacional de São João. Almoce em algum restaurante do centro – há vários com pratos típicos nessa região! – e vá até à Praça D. João I, que presta homenagem ao primeiro rei da dinastia de Avis de Portugal.

Nessa praça está localizado o famoso Teatro Rivoli, inaugurado em 1913. Finalize o primeiro dia indo ao Mercado do Bolhão, construído na primeira Guerra Mundial e ponto de interesse dos turistas pela diversidade de produtos frescos e artigos que vende.

Igreja de Santo Ildefonso

Dia 7 – Porto

Comece o segundo dia no Porto indo até à região da Ribeira. No Largo 1º de Dezembro está o Mosteiro de Santa Clara, edifício religioso que foi construído por uma promessa da Rainha Filipa de Lencastre. Perto dele está a Muralha Fernandina, construída com o intuito de proteger melhor a cidade em 1336.

De lá, desça para a parte baixa da Ribeira, ao lado do Rio Douro, através do Funicular dos Guindais. Almoce por lá e depois conheça alguma das caves que a região tem a oferecer. Normalmente as caves têm um preço fixo, com direito a visitação e degustação de alguns vinhos.

Cave Ferreira de vinho do Porto

Também vá para a Torre dos Clérigos para se despedir do Porto com uma vista incrível de toda a cidade. Para subir, você precisa encarar 250 degraus, mas o esforço vale a pena. Depois de ter essa vista incrível, vá para a Rua das Carmelitas, onde está a famosa e linda Livraria Lello & Irmão.

Se quiser, faça também um passeio de barco pelo Rio Douro à tarde, e observe as várias pontes que ligam a cidade do Porto a Gaia. Acima da Praça da Ribeira fica o Palácio da Bolsa, que mantém importantes coleções de arte e vale a visita. Uma das salas preferidas é o salão árabe, cheio de detalhes e uma decoração luxuosa. À noite, se quiser permaneça pelo centro, jante em algum dos diversos restaurantes que a região oferece ou curta um dos bares no Porto.

Passeio de barco pelo Rio Douro no Porto

Dia 8 – Madri

Em seu oitavo dia de mochilão, você viajará para Madri – o que, a depender do meio de transporte, pode demorar algumas horas. Estando já em Madri, aproveite para visitar o Museu Reina Sofia, um museu de arte moderna onde fica o famoso quadro de Picasso, Guernica. Ele é enorme, então prepare-se para passar a tarde toda lá.

E, no fim do dia, explore o centro da cidade, conhecendo a Plaza Mayor, que é cheia de barzinhos e restaurantes para jantar. Em seu centro está a estátua do Rei Felipe II, e ao lado fica o Mercado San Miguel, um mercado típico e onde você pode provar produtos típicos, e que só fecha à meia-noite.

Museu Reina Sofia

Dia 9 – Madri

Comece o dia visitando o famoso Museu do Prado, um dos museus com arte antiga mais legais do mundo, com obras de Goya, Velazquez, entre outros. O museu é grande, então se prepare para gastar toda a manhã dentro dele. Depois, vá até o Parque do Retiro, bem ao lado do museu, que tem diversos pontos legais para conhecer, como o Bosque dos Recuerdos, a estátua do anjo caído e o Palácio de Cristal.

Museu do Padro

Depois, vá até a Catedral de Madri, que é super colorida e permite você subir no telhado dela, tendo uma bela vista da cidade. Se ainda houver tempo, visite o Palácio Real, na frente da Catedral, o que vai fazer você gastar duas horinhas do seu tempo, fora a visita aos jardins do palácio, que são lindos e perfeitos para fotografar.

Dia 10 – Barcelona

Pegue o primeiro voo de Madri para Barcelona e desfrute do próximo destino desse mochilão! Comece o dia pela Plaça de Catalunya. Ela dá acesso às duas ruas mais importantes e famosas da cidade, Las Ramblas e Passeig de Gràcia.

Las Ramblas na verdade é um conjunto de ruazinhas, mas uma delas ficou mais conhecida e por isso se generaliza chamando essa Rua de Las Ramblas. Ela é cheia de árvores, barracas de lembrancinhas, muitos cafés e vários artistas fazendo suas artes ao ar livre. No lado direito de Las Ramblas fica o famoso Mercado La Boqueria, onde dá para petiscar e continuar aproveitando a tarde.

Mercado La Boqueria, Barcelona

Depois de almoçar em um dos mercados mais típicos de Barcelona, continue descendo Las Ramblas. No final dela, você vai encontrar um monumento de Cristóvão Colombo apontando para as Américas, o Aquário de Barcelona, uma atração muito legar para ir com crianças. Voltando em direção a Las Ramblas, tem uma entrada à direita que vai dar ao Bairro Gótico. Lá no bairro Gótico está a Basílica de Santa Maria del Mar e o Museu Picasso, uma das atrações mais famosas de Barcelona.

Depois, vá conhecer a Catedral de Barcelona e outro lugar incrível: a Sagrada Família, que por fora já é linda, mas a entrada também vale a pena. Perto está o Palácio da Música Catalã, outra obra linda de Gaudí. Ao entardecer, passe no Arco do Triunfo de Barcelona e conheça o Parc de la Ciutadella. E para finalizar o primeiro dia, vá até o Passeig de Gràcia, onde estão duas outras obras imperdíveis de Gaudí: a Casa Batlló, e La Pedrera.

Sagrada Família, Barcelona

Dia 11 – Barcelona

Comece seu 11º dia visitando o Estádio Camp Nou do Barcelona, se você gostar de futebol. Mesmo para quem não é muito apreciador, o Museu do FC Barcelona é um lugar cheio de história e que contagia qualquer um que o visita, com tantos troféus e uma exposição interativa cheia de detalhes e informações.

Estádio Camp Nou do Barcelona

Se não for fã de futebol, vá para a Plaça Espanha, em um trajeto que dura 10 min de carro e 35 min utilizando o transporte público, onde esta o Museu Nacional de Arte da Catalunya, um museu fantástico e diferente, pois conta a história da arte da região da Catalunha.

Depois, vá a Montjuic, onde está o castelo onde foram realizadas as Olimpíadas de Barcelona em 1992. E, apesar de ficar do outro lado da cidade, arrume um tempinho para encaixar o Parc Güell, cerca de 25 minutos de carro de Montjouic. É também uma obra magnífica de Gaudí, e considerada uma das mais coloridas, além de ter um excelente espaço e muita flora, fora as vistas deslumbrantes de toda a cidade.

Espanha: Parc Güell, Barcelona

Dia 12 – Barcelona/Paris

Comece o dia passeando pela orla de Barcelona, e descanse na areia da Praia de Barceloneta, a mais famosa da cidade! Vale a pena passar um tempo descansando antes de seguir viagem. Neste mesmo dia, também vale já fazer sua viagem para o destino final: Paris.

Estando em Paris, aproveite para visitar a Place de la Concorde, visitar o Jardin des Tuileries, Champs-Élysées, Arco do Triunfo e a Ile de la Cité, onde se encontram dois dos principais pontos turísticos, um do lado do outro: a Catedral Notre Dame e a Sainte Chapelle. Perto da Catedral de Notre Dame há vários restaurantes, onde você pode aproveitar para lanchar.

Torre Eiffel à noite

Depois, a dica é visitar o Jardim de Luxemburgo e terminar o dia com uma visita à Torre Eiffel, já ao anoitecer, da qual poderá fotografar a vista linda e ainda ter a oportunidade de assistir ao Pôr-do-Sol lá do alto. Aproveite na descida para fotografar a própria torre, que fica linda toda iluminada.

Dia 13 – Paris

No 13º dia do mochilão, dedique a manhã ao Musée D’Orsays, o qual tem pinturas de Van Gogh, Monet e Manet. E reserve a tarde toda para visitar o Museu do Louvre. Se prepare, pois este é o maior museu de Paris, da França e da Europa! Como é um museu muito grande e com muitas obras, dá para ficar a tarde inteira nele, sem pressa, passeando pelas salas e colhendo informações das várias obras expostas em cada andar.

Claro que você pode pular as que não lhe interessarem tanto, mas mesmo assim é um museu bastante recheado de informação e que leva um bom tempo para visitar.

Museu do Louvre

Dia 14 – Versalhes

Em seu terceiro dia em Paris, faça um bate e volta ao incrível Palácio de Versalhes, que também é enorme e tem muitas salas para visitar. Ele é um castelo real, considerado um dos maiores do mundo. Infelizmente ele não fica em Paris, e sim na cidade vizinha, Versalhes. Mas o acesso é rápido e fácil!

Palácio de Versalhes

O Palácio de Versalhes é famoso, além de seu imponente edifício, por simbolizar a Monarquia Absoluta, sustentada por Luis XIV. Passeie por suas extensas salas e admire a riqueza do Palácio, como sua sala dos espelhos. Mas não deixe de passear pelo jardim, que é um dos maiores jardins já feitos em Paris e no mundo. Aproveite o dia para conhecer a região de Versalhes que é bem bonita.

Dia 15 – Paris

Em seu último dia em Paris, vá conhecer o Museu Des Invalides, visto e reconhecido de longe por sua enorme cúpula dourada, onde está o túmulo de Napoleão Bonaparte. Perto dele encontra-se a Ponte Alexandre III, repleta de ornamentações e desenhos rebuscados. Um lugar lindo para tirar belas fotos e curtir o clima de Paris!

À tarde dedique-se a fazer um passeio livre. Como sugestão faça um passeio em barco pelo Rio Sena, fotografe bastante e entre em alguma lojinha de suvenirs para comprar lembrancinhas; sem deixar de passar também pela incrível Pont des Arts, famosa pelos cadeados pendurados.

Museu Des Invalides

Dia 16 – Milão

Comece seu dia viajando para Milão, na Itália! Milão é uma cidade repleta de pontos turísticos incríveis para você conhecer, mas indicamos que você comece o passeio pela zona central e turística da cidade, na qual se encontram vários pontos turísticos importantíssimos como a Catedral de Milão, Galleria Vittorio Emanuele II e o Teatro Alla Scala.

Sugerimos que inicie pela catedral, já que a igreja conta com muitos detalhes e obras esplêndidas que são de deixar qualquer um de queixo caído. Logo após a visita à Catedral vá até a Galleria Vittorio Emanuele II, que está repleta de restaurantes, cafés e lojas incríveis para você visitar.

Passeio por Milão

Um boa ideia é parar, por exemplo, no restaurante Savini, situado na galeria, que apresenta o melhor da gastronomia italiana e você ainda pode acompanhá-la com uma boa taça de vinho. Aproveite o resto da tarde para fazer umas comprinhas por ali mesmo, já que na própria Galleria há lojas de luxo de roupas, calçados, acessórios e bolsas para você se divertir muito.

Ou, se preferir, pode ir até uma região super movimentada e bastante querida pelos moradores e turistas da cidade: Brera, um bairro com as melhores bares da cidade, muito frequentada por públicos de todos os estilos e gostos. Este bairro conta com uma incrível Pinacoteca, que conta mais sobre a história da cidade e ainda reserva obras super famosas como Ceia em Emaús de Caravaggio. Por ser uma região bastante boêmia, artística e muito cultural, sempre há eventos nas ruas e até feirinhas de antiguidades, portanto se você estiver passando por algumas delas não deixe de parar e conferir tudo por lá.

Dia 17 – Milão

No seu segundo dia na cidade italiana, prepare-se para um roteiro bastante cultural. A sugestão é que logo pela manhã você vá até um dos parques mais famosos de Milão, o Sempione Park. Para quem estiver viajando em família, por exemplo, nada melhor que ter uma manhã ao ar livre em meio a uma imensa área verde, poder preparar um delicioso piquenique e ficar por ali apreciando a belíssima paisagem.

Para os amantes de atividades físicas, aproveitar para fazer uma boa caminhada por todo o local ou ousar nos exercícios também pode ser uma ótima opção.

Sempione, Milão

Logo depois, você pode aproveitar por ali mesmo e ir a um outro ponto turístico de Milão que é o Castelo Sforzesco. Por estar localizado dentro do Sempione, o Castelo é quase que uma visita obrigatória a qualquer turista que for até a região. Dentre as coisas mais bacanas que você encontrará no Castelo Sforzesco e poderá apreciar estão os museus: Museu de Arte Antiga, Pinacoteca e muitos outros.

Além, é claro, de estar em contato com um dos monumentos mais antigos da Itália e, que mesmo depois de tanto tempo e de tantas transformações, não perdeu sua elegância e importância para a cidade.

Por fim, à noite, coloque uma roupa bem elegante assista a um concerto de ópera ou apresentação de dança no Teatro Alla Scala. Este teatro além de surpreendente pela estrutura e decoração que apresenta conta com eventos super bacanas para superar ainda mais a expectativa do público.

Dia 18 – Roma

Enfim, você viajará para o seu último destino: Roma, a capital da Itália e uma das cidades mais queridas no mundo! Comece esse dia por lá visitando nada menos do que o Coliseu de Roma, o anfiteatro onde, no passado, ocorriam lutas entre gladiadores é como voltar no tempo.

Um passeio pelo local, além de ser muito interessante pelo fato de você estar diante de um monumento que teve extrema importância em décadas passadas, é também uma ótima oportunidade de conhecer melhor um pouco da história romana. Ao longo de um tour pelo Coliseu, a sugestão é caminhar por entre as suas ruínas, tirar muitas fotos e conhecer todas as suas dependências.

  • Dica especial: para fazer a visita guiada pelo Coliseu basta ir até a Piazza dell Colosseo e garantir seu ingresso nas bilheterias do local. No entanto, as filas costumam ficar gigantescas, por isso sugerimos que você compre com antecedência pela internet. O valor para o tour custa em média 30 e inclui também uma visita ao Monte Palatino e ao Fórum Romano. Para aqueles que optarem por um áudio guia é acrescido 5,50€/pessoa.

Coliseu de Roma

Aproveite e pare em algum restaurante da região para experimentar o melhor da gastronomia local e beber uma boa e tradicional taça de vinho. Após o almoço, a parada obrigatória é na Piazza di Spagna, conhecida pelos seus 135 degraus que levam até a igreja Trinità dei Monte.

  • A praça recebe esse nome, porque no século XVII toda a área na qual ela se encontra localizada era propriedade da embaixada espanhola em Roma, antes mesmo da unificação e do surgimento da Itália como nação.

Trinità dei Monte, Itália

Para finalizar o dia, não deixe de ir até o Panteão de Roma, único edifício construído na época greco-romana que ainda está em perfeito estado de conservação no mundo todo. O Panteão de Romachamado de Pantheon, é um templo dedicado a todos os deuses romanos. Hoje, por lá se encontram enterradas diversas personalidades ilustres, como os pintores Raffaello e Annibale Caracci, os reis Vittorio Emanuele II e Umberto I, e a rainha Margherita.

É um lugar que não pode ficar de fora da sua lista de passeios, pois é muito bonito, a entrada é gratuita e logo em frente ao Panteão tem uma praça muito charmosa com ótimos restaurantes. Nossa dica é ir de dia visitar o Panteão, por causa da luz do sol, e depois voltar à noite para jantar em um dos seus restaurantes que são ótimos, que apresentam as mesas do lado de fora na praça e contam com vários artistas e cantores que ficam lá animando a noite de todo mundo.

Dia 19 – Roma

Depois de ter tido um dia bem turístico por Roma, passando pelos seus principais monumentos e atrações, é chegada a hora de curtir melhor um pouquinho da beleza da cidade. Para isso, sugerimos que sua primeira parada seja na famosa Fontana di Trevi, é lá que as pessoas têm o costume de jogar moedas na água para, conforme a lenda, ter a oportunidade de retornar à cidade posteriormente.

Fontana di Trevi, Roma

Em seguida, não deixe de ir até a Praça Veneza. Esta é uma das mais famosas praças romanas, onde se encontra o incrível Vittoriano, um monumento dedicado ao rei Vittorio Emanuele II. Ele é considerado um dos maiores museus da atualidade e é possível subir em seu terraço para ter uma bela vista da cidade.

Tire o resto do dia para conhecer todas as atrações do Monte Capitolino, que desde os seus primórdios foi o centro das atividades políticas da cidade. Lá você poderá ver três palácios: o Palazzo Nuovo, o dos Conservatori e o de Senatorio. Nos dois primeiros funcionam os Museus Capitolinos e o último serve de sede para a prefeitura de Roma.

Museu Capitolino, Roma

Os museus Capitolinos são divididos entre 6 espaços: Palácio dos Conservadores, onde fica a obra original da Loba Capitolina de Rômulo e Remo, Palácio dos Senadores, Palácio Clementino-Caffarelli, Palácio Novo, Galeria Lapidaria e Central Montemartini. A coleção dos museus é majestosa e abriga obras de diversos períodos da história da arte. Os museus estão na lista dos mais visitados da Europa e a visita guiada de 3h pelos destaques desse complexo custa cerca de 50€.

Além disso, no centro Piazza Campidoglio está a famosa equestre do imperador Marco Aurélio. No entanto, a que está exposta no local é uma réplica e a original encontra-se dentro dos Museus Capitolinos.

Dia 20 – Roma

Comece seu último dia de mochilão indo até a Basílica di San Giovanni in Laterano, que é a catedral da cidade e a mais antiga e importante entre as cinco basílicas papais do mundo. Edificada no início do século IV e inaugurada em 324, a mando de Constantino, hoje, a Basilica di San Giovanni in Laterano conserva em perfeito estado o estilo barroco, mesmo após ter passado pela última restauração, e é uma atração imperdível em Roma.

  • Todas as quintas-feiras santas, o Papa, que tem o título de bispo de Roma, realiza uma missa no local, que além de magnífica é bastante concorrida.

Basílica di San Giovanni in Laterano

E um lugar super tranquilo e que merece muito a sua visita neste último dia são os Jardins da Villa Borghese. Como o próprio nome já diz, ele compreende um jardim enorme com uma extensa área verde, diversas espécies de flores e uma beleza pouco encontrada em qualquer outro parque da cidade. A nossa dica é que você reserve esse tempo para fazer um piquenique ou então praticar alguma atividade física, como correr ou andar de bicicleta.

Jardins da Villa Borghese

Como encontrar passagens muito baratas para e por Portugal?

É difícil acompanhar todas as promoções e passagens de todas as companhias aéreas para conseguir comprar a mais barata. Por isso, é importante seguir algumas dicas para achar passagens aéreas baratas para Portugal. A primeira grande dica é acessar algum comparador de passagens aéreas, que faz uma busca em todas as companhias aéreas para Portugal. Ele poupa você de ter que entrar em cada companhia e fazer várias buscas diferentes.

Avião no céu durante voo

Com um comparador de passagem aérea, você coloca a data da sua viagem e ele já mostra todas as opções disponíveis. Nós sempre usamos esse comparador de passagens aéreas, pois de todos é o que sempre tem os melhores preços e é um dos mais seguros e conhecidos do Brasil. Clique nele e siga as dicas abaixo que você vai economizar muito na compra das passagens aéreas para Portugal. Só de utilizar ele, você já vai conseguir achar os melhores preços e as melhores opções de passagens.

Existem algumas dicas que podem ajudá-lo a encontrar uma passagem mais barata para Portugal. A principal é pesquisar qual é o período de alta temporada do seu destino, pois fica tudo muito mais caro, principalmente as passagens aéreas. Em Portugal, os meses de julho, dezembro e janeiro são os mais caros.

Outra dica legal para achar passagens aéreas mais baratas é pesquisar a data do voo sempre caindo numa segunda, terça ou quarta-feira. Os voos de quinta, sexta e principalmente os de sábado e domingo costumam ser mais caros. O horário do voo também influencia. Geralmente as passagens aéreas noturnas são as mais caras, pois são as mais procuradas. As pessoas preferem ir dormindo para chegar de manhã no destino já descansadas e aproveitar o dia. Os voos de tarde geralmente são mais baratos.

Avião em céu com Sol se pondo

Sempre pesquise bem as opções de passagens aéreas para Portugal, pois às vezes a opção com uma escala pode ser muito mais barata do que um voo direto. Só veja bem qual é o tempo da escala e onde ela é feita, para não perder muito tempo de viagem e chegar super cansado em Portugal. Mas faça bem as contas, pois às vezes se a diferença é pequena, vale mais a pena o voo direto para você aproveitar melhor a viagem e chegar mais rápido.

Muito mais dicas de Portugal no Youtube!

Está gostando da matéria? Não deixe de visitar também o nosso canal no Youtube. Tem vários vídeos incríveis de Portugal, com muito mais dicas, para te ajudar a planejar toda a sua viagem. Se quiser, clique aqui para se inscrever no canal ou aqui para ver a playlist com todos os vídeos de Portugal. Esse vídeo é o mais assistido do canal:

Não esqueça o seguro viagem obrigatório para Europa

Agora que você já sabe tudo sobre o mochilão de 20 dias por Portugal, Espanha, França e Itália, uma dica importantíssima que reforçamos para todos que estão planejando ir a qualquer país da Europa é que não se esqueça que fazer um Seguro Viagem Internacional é obrigatório para viajar para lá. Veja nossa matéria de Seguro Viagem para Europa com tudo o que você precisa saber sobre o assunto, quais são os melhores seguros e dicas para fazer um excelente seguro por um preço incrível economizando muito.

Mulher olhando janela de avião

Como usar seu celular à vontade em Portugal e na Europa?

Poder usar seu celular em Portugal e na Europa, em geral, é algo extremamente útil e necessário, já que com ele você pode pesquisar sobre pontos turísticos, acessar os aplicativos deles, conferir a previsão do tempo e até usar o GPS, economizando o aluguel deste equipamento para o carro.

Além de, claro, estar conectado nas várias redes sociais e WhatsApp! Por isso, selecionamos as melhores dicas de como usar o celular à vontade na Europa. É super barato e você vai poder usar seu celular o dia inteiro e em qualquer lugar, podendo pesquisar sobre o mochilão de 20 dias por Portugal, Espanha, França e Itália.

Casal olhando celular

Dicas para aproveitar melhor sua viagem a Portugal

Agora que você já viu tudo sobre o mochilão de 20 dias por Portugal, Espanha, França e Itália, uma dica importante é que alguns pontos turísticos, praias, cidades legais e vinícolas em Portugal são um pouco afastados das cidades, e uma ótima opção para aproveitar melhor sua viagem é alugar um carro.

Muitos brasileiros estão fazendo isso, pois você pode conhecer várias cidades lindas. Se quiser, veja nossa matéria de como alugar um carro em Lisboa e Portugal, com tudo o que você precisa saber do assunto e dicas de como encontrar preços imbatíveis usando comparadores, para fazer o melhor negócio.

Dicas para aproveitar melhor sua viagem ao Porto

Dica dos ingressos e passeios mais baratos para todas as cidades de Portugal (com translado grátis!)

Temos duas super dicas para quem quer comprar os ingressos das atrações e fazer os passeios em Portugal. Portugal tem cidades mágicas, e existem passeios incríveis que o levam para conhecer essas cidades em um único dia. Nós conhecemos uma agência de passeios ótima que faz todos esses tours guiados de forma privativa (com carro e guia exclusivos!), a preços muito bons mesmo.

Foi uma experiência excelente que tivemos, e há opções para cidades como Lisboa, Fátima, Sintra e Porto! Se quiser, veja a matéria em que explicamos essa super parceria de passeios privativos por Portugal. O preço é para grupos de três pessoas, mas pode-se viajar com mais ou menos gente, e o valor individual sai muito em conta. E usando nosso cupom, você ainda ganha um super desconto e o translado do aeroporto ao hotel grátis!

Palácio da Pena em Sintra, Portugal

Os ingressos para entrar nas atrações não estão inclusos nos passeios, mas se a pessoa quiser ir a alguma, eles ajudam a comprar lá na hora, sem problemas. Lembramos que é sempre mais barato comprar antes, pela internet, para evitar filas e não perder tempo de viagem. Nós já viajamos o mundo e sempre pesquisamos bastante sobre a questão dos ingressos.

Nas últimas viagens utilizamos esse site de Ingressos da Europa, que vende ingressos para os principais pontos turísticos de Lisboa, Porto e de todas as cidades da Europa! Eles são um dos maiores vendedores de ingressos, o site está em português, é seguro, e o bom é que você compra todos os seus ingressos em um único lugar.

Veja outras matérias imperdíveis de Portugal:

O que fazer em Lisboa: Principais atrações, passeios e lugares de Lisboa em Portugal.
Onde ficar em Porto: Melhores regiões para se hospedar em Porto.
Dicas para andar de trem na Europa: Melhores empresas, trajetos, onde comprar passagens super baratas e todas as dicas.

Tags:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *