Portugal

Mochilão de 15 dias por Portugal

Confira aqui como planejar e fazer uma mochilão de 15 dias por Portugal! Criamos um planejamento completo para você que quer ter este tipo de experiência em apenas 15 dias, passando pelas cidades de Lisboa, Cascais, Sintra, Coimbra, Aveiro, Porto, Braga, Guimarães e mais:

Sintra, Portugal

E se você está planejando viajar para lá, não deixe de conferir também as dicas imperdíveis de como economizar muito em sua viagem a Portugal. São dicas muito boas, que valem a pena, e vão fazer você economizar muito em todo o planejamento da viagem e quando estiver lá. Sua viagem a Portugal vai sair mais barata do que imaginava e você poderá gastar mais para aproveitar ainda mais.

O que é um mochilão e por que fazê-lo por Portugal?

Um mochilão é um estilo de viagem em que você tem como objetivo explorar tudo o que for possível de um ou mais destinos, seja durante dias, meses ou anos. O diferencial desta viagem para as tradicionais é que a pessoa que a realiza costuma ter como bagagem apenas uma mochila, contendo o suficiente para viver uma experiência única e inesquecível, e fazer mais percursos a pé.

Mochilão em Portugal

De modo geral, o mochileiro busca por aventura e adrenalina, um maior contato com a cultura e tradição dos lugares que for conhecer, a vivência com os nativos e, claro, muita história pra contar.

Dica de como se locomover em um mochilão de 15 dias por Portugal

Um mochilão, por si só é uma viagem em que você anda bastante. É aquele roteiro em que você coloca o necessário na mochila e sai explorando cada cantinho, em uma grande aventura. Sendo assim, já vá preparado para se locomover por vários locais fazendo várias e várias caminhadas por dia. Esta é uma das principais dicas para o seu mochilão de 15 dias por Portugal.

Ônibus de viagem por Portugal

Banner-Gabr

Mas, é claro que você também irá se deslocar entre as cidades utilizando outros meios de transporte. No caso das pessoas que quiserem poupar um dinheirinho, existem os ônibus. Para os que gostarem de um conforto a mais, há os carros para alugar. E, no caso dos mochileiros que estiverem com o orçamento bem folgado, existem os táxis e Uber.

Dê uma olhadinha neste texto, com várias dicas sobre o assunto: Como andar e se locomover por Portugal.

Onde se hospedar em um mochilão de 15 dias por Portugal?

Um mochilão, na maioria das vezes, é uma viagem voltada ao público que gosta de aventura e fortes emoções, além, claro, de um bom bom custo-benefício. Pensando nisso, a alternativa ideal de onde ficar em Portugal é o hostel.

Os hostels são lugares que proporcionam estadias simples, mas confortáveis. E, o preço é extremamente atrativo. Ainda mais para você que ficará transitando bastante entre os destinos, ou seja, este estilo de hospedagem acaba sendo bem vantajoso. Por isso, ficam aqui algumas indicações de matérias incríveis para que você possa escolher seus hostels nestes destinos:

Hostel em Lisboa

Se quiser também dar uma olhada nos preços dos hotéis bons e baratos deste país, não deixe de acessar as matérias:

Uma ótima dica para achar ótimos hotéis, com preços incríveis, na região que você quer e economizar muito na hospedagem, é usar esse Pesquisador de Hotéis de Portugal. Nós sempre usamos ele, pois é o maior site de reservas de hotéis do mundo. Sem falar que ele tem todos os hotéis de Portugal e do mundo nas suas pesquisas, com preços imbatíveis pela forte negociação que fazem. E, lá você pode conferir a opinião de brasileiros que já ficaram nos hotéis, o que ajuda muito na hora de avaliar cada um.

Dica do cancelamento grátis: uma outra dica muito boa é que esse buscador tem uma parceria fortíssima com os estabelecimentos e eles oferecem cancelamento grátis com quase todos os hotéis. Isso é ótimo, pois o fator que mais vai fazer você economizar na hospedagem é a antecedência. Essa é a dica mais importante. Quanto antes você fizer a reserva, pode ter certeza que mais barato irá pagar. Então você pode já reservar o seu hotel, para garantir o menor preço, e se depois achar um melhor ou não quiser ficar nele, é só cancelar.

Dica de onde comer em um mochilão de 15 dias por Portugal

Vale lembrar que para este mochilão de 15 dias por Portugal, é legal colocar alguns restaurantes, bares e baladas na programação. Para que você possa escolher alguns deles, de acordo com o seu perfil de turista e orçamento, seguem algumas recomendações de leituras:

Cachorrinhos do Porto

Dica de documentos para fazer um mochilão de 15 dias por Portugal

Você pode estar se perguntando sobre quais são os documentos necessários para providenciar antes de fazer um mochilão de 15 dias por Portugal. Portanto, vamos a eles:

Obrigatório:

  • Passaporte emitido nos últimos 10 anos;
  • Carteira de habilitação (caso tenha intenção de alugar um carro);
  • Certificado de vacinação contra a Covid-19;
  • Seguro viagem;
  • Reservas de pelo menos parte dos alojamentos (podem ser solicitados no momento da imigração para entrada no país).

Mochila de viagem para Portugal

Dica de o que fazer em um mochilão de 15 dias por Portugal

Dia 1 – Lisboa

Em seu primeiro dia do mochilão de 15 dias por Portugal, você provavelmente chegará de avião a Lisboa, a capital do país. Comece o mochilão pela parte mais histórica da cidade, que tem mais pontos turísticos para visitar, com um passeio pelo Parque Eduardo VII. De lá, aproveite a vista privilegiada do Miradouro e da estátua do Marquês de Pombal, que foi quem reconstruiu a cidade após o terremoto de 1755.

Parque Eduardo VII em Lisboa

Depois, parta para uma caminhada pela Avenida da Liberdade. É nela que estão as maiores marcas de roupas. Quando chegar à Praça dos Restauradores, verá um grande obelisco, que faz uma homenagem à libertação de Portugal do domínio espanhol. Aproveite e tome um café no Hard Rock Café Lisboa, muito frequentado por portugueses e turistas

. Após o almoço, aproveite o passeio do Elevador da Glória, que fica ali perto. Esse elevador sobe a colina que liga a Baixa ao Bairro Alto. O legal deste elevador, além de facilitar subir a colina, é que ele foi construído em 1885 e funciona até hoje.

Praça dos Restauradores Lisboa

Uma vez lá em cima, você estará no Bairro Alto, que é o melhor bairro para a noite da capital, cheio de bares, restaurantes, lojas, cabeleireiros, entre outros. Na Praça de Camões é onde está o famoso Café A Brasileira, com sua estátua famosa de Fernando Pessoa, o qual frequentava muito esse café.

Perto do convento do Carmo, está o Elevador de Santa Justa, que tem aproximadamente 30 m de altura e no alto dele há um miradouro do qual é possível tirar belas fotos da Baixa lisboeta, inclusive o Castelo de São Jorge e Rio Tejo. Termine o dia passeando pela Rua Augusta, onde você chegará ao Arco e sairá na Praça do Comércio, um dos lugares mais conhecidos e bonitos da cidade.

Elevador da Glória em Lisboa

Dia 2 – Lisboa

Comece o dia visitando Belém, uma região de Lisboa mais afastada do centro, mas onde você encontrará pontos turísticos incríveis. Independente da linha do metrô que você sair, verá em primeiro lugar a Praça Afonso de Albuquerque, onde está localizado o Palácio Nacional de Belém, onde reside o Presidente da República.

É permitido visitar o museu e até o Palácio. Perto desse Palácio está também o Museu Nacional dos Coches, com antigas carruagens das famílias reais portuguesas. Depois de visitar esses dois museus, nada melhor que parar na famosíssima Pastelaria de Belém, onde são feitos os conhecidos pastéis de Belém.

Pasteleria de Belém em Lisboa

Ao sair, vá até o famoso Mosteiro dos Jerónimos – é lá no claustro que você encontrará o túmulo de Vasco da Gama e Camões, além de outros personagens históricos da realeza portuguesa, e o grande escritor Fernando Pessoa. Depois, vá até o Padrão dos Descobrimentos, monumento em homenagem aos descobrimentos dos portugueses. É possível subir de elevador até o topo. De lá terá uma vista maravilhosa de Belém, da Ponte 25 de Abril e do Tejo.

Ponte 25 de Abril em Lisboa

Finalize o dia caminhando pela avenida principal, às margens do rio até chegar a um jardim, de onde verá a Torre de Belém, construída dentro do Rio Tejo e servia como forte de vigia que impedia as embarcações não autorizadas de entrar na cidade.

Dia 3 – Lisboa

Em seu último dia em Lisboa, nada melhor que visitar o Parque das Nações, construído apenas para a Exposição Mundial de 1998. É lá que está o oceanário de Lisboa, o teleférico e outros pontos turísticos menores, assim como a Estação Gare de Oriente, que tem ligações para metro, rodoviária, ferroviária e vários pontos de táxi. Em frente à estação está o Shopping Vasco da Gama, com uma arquitetura impressionante que simboliza um barco de Cruzeiro.

Torre Vasco da Gama em Lisboa

Ao atravessar o shopping, você sairá na parte de trás de um parque e se seguir em direção ao Rio Tejo, verá a Ponte Vasco da Gama e a Torre Vasco da Gama. Lá no Parque das Nações, há um teleférico. Aproveite e finalize o dia em grande estilo vendo Lisboa lá de cima, com uma vista panorâmica incrível e imperdível!

Dia 4 – Cascais

No quarto dia, você fará um bate-volta de um dia para Cascais, uma cidade praiana acessível de trem (o “comboio”), bem barata e que fica a poucos minutos de Lisboa. Cascais preserva um visual lindo de praia e edifícios modernos e neoclássicos! A cidade possui 17 praias, falésias, dunas, além de parques e reservas naturais.

As praias mais famosas são a Praia da Rainha, Praia da Poça, a Praia do Tamariz, Praia do Guincho, Praia da Azarujina e Praia da Adraga. Ou seja, dá para passar o dia explorando e tomando sol nelas, e ainda não conseguir visitar todas.

Boca do Inferno, Cascais

Também vale conhecer a falésia Boca do Inferno, um dos pontos mais famosos da cidade; e a vila de Cascais, para ser explorada a pé – e onde está a marina e o Palácio de Cascais. Há muito o que fazer e conhecer, por isso nós recomendamos que você passe um dia inteiro na cidade.

– Dia 5 – Sintra

No quinto dia, vá explorar a região de Sintra, outra cidade vizinha, que fica a poucos minutos de Lisboa, via comboio. Lá, você poderá:

  • Passear pelo centrinho da cidade;
  • Curtir um passeio mais prolongado pela Quinta da Regaleira, uma quinta grande, com cenários super românticos;
  • Subir (por uma trilha) até o Palácio da Pena e o Castelo dos Mouros – que também tem muito o que mostrar!
  • Ah! E não deixe de provar os famosos “travesseiros de Sintra”, um doce folhado vendido nas lojas locais, e especialmente na “Periquita”.

Já mais tarde, volte para Lisboa e durma cedo, pois fará uma viagem um pouco mais comprida no dia seguinte.

Palácio de Sintra

Dia 6 – Coimbra

Neste dia, você pegará um ônibus, trem, transfer ou carro (há muitas boas opções de carros para alugar) para Coimbra, uma cidade universitária super antiga e bonita. Comece o dia visitando a Sé Velha, a antiga Catedral de Coimbra, que foi construída no século XII a pedido de D. Afonso Henriques – o primeiro rei de Portugal.

Dentro dela fica o claustro, uma das partes mais bonitas da Catedral. O Largo da Sé é rodeado de bares da faculdade, então se você for na época escolar verá os estudantes todos os dias tomando uma cerveja e conversando. A Sé Nova, como o nome já diz, é mais recente, mas não tanto assim, já que foi construída no final do século XVI. Ela apresenta arquitetura do estilo barroca e renascentista.

Sé Nova de Coimbra

Depois de visitar a Sé, visite a Biblioteca Joanina, que é um dos pontos turísticos de Coimbra mais atrativos. Ela fica no pátio da Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra. O edifício foi construído entre 1717 e 1728. Logo a seguir fica a Capela S. Miguel, também do século XVI e muito bonita.

Dentro da Universidade ficam três lugares imperdíveis, a Sala das Armas, onde acontecem os atos solenes da universidade, a Sala dos Capelos, onde se coloca o ”chapéu” aos graduados e a Sala do Exame Privado, onde ocorreu a primeira reunião da universidade. Almoce pelo centro, pois lá fica a maior parte dos restaurantes de Coimbra que indicamos.

Biblioteca Joanina de Coimbra

À tarde, depois de visitar grande parte de edifícios históricos da cidade, visite o Museu Nacional de Machado de Castro, um lugar com muita arquitetura romana, com galerias subterrâneas e todo muito bem conservado. Depois, descendo a famosa Rua da Alegria você chegará até o Rio Mondego. Em ambas as margens do rio há parques interessantes: de um lado fica o Parque Dr. Manuel Braga e do outro o Parque Verde do Mondego, onde há até piscinas naturais.

Termine o dia visitando o Convento de Santa Clara-a-Velha, uma das atrações mais cobiçadas pelos turistas. É lá que estão as ruínas do convento gótico, fundado em 1330 pela Rainha Santa Isabel. Há um museu do lado, que conta toda a história do lugar e vida das freiras.

Dia 7 – Aveiro

Em seu sétimo dia de mochilão, acorde cedo e vá para a cidade de Aveiro, que fica a 75 km do Porto e 55km de Coimbra, aproximadamente, e é conhecida como a Veneza Portuguesa. O turismo de Aveiro se destina a monumentos religiosos, como o Mosteiro de Jesus, a Igreja dos Carmelitas e a Sé Catedral de Aveiro e também a casas de personagens importantes, como a Casa onde nasceu Fernando Pessoa.

É uma cidade de passeio mais rápido, onde você poderá ver canais com gôndolas que fazem passeios com os turistas, fotografar o cenário das casas de Costa Nova, e provar os famosos Ovos Moles de Aveiro, um doce típico incrível que vende por aqui.

Aveiro, Portugal

Ao final do passeio, faça a viagem para o Porto, que dura cerca de uma hora de carro, partindo de Aveiro. Essa é outra cidade do roteiro ideal de 15 dias por Portugal e Marrocos. Ao chegar, aproveite para jantar os famosos cachorros-quentes no restaurante Gazela, acompanhados de uma boa Nortada (a cerveja mais vendida no Porto)!

Dia 8 – Porto

Chegamos ao oitavo dia deste mochilão de 15 dias por Portugal. Neste dia, você irá conhecerá uma cidade linda e bastante tradicional, com um cenário encantador: o Porto. Em seu primeiro dia por lá, faça um passeio pelo centro histórico da cidade: passeie pelas ruas mais comerciais, como o Largo Dr. Pedro Vitorino, onde está a Igreja de São Lourenço, construída para acolher os jesuítas da cidade.

Depois, passe pelo Terreiro da Sé, que como o nome já indica, é onde fica a Sé (a Catedral do Porto), que é um dos monumentos mais antigos de Portugal. Siga seu passeio indo até a Praça de Almeida Garret, onde fica a estação São Bento, conhecida pela decoração em azulejos no seu interior, que contam a história de reis e do que aconteceu ao norte de Portugal.

Estação São Bento

De lá, vá à Praça da Batalha, onde está a estátua do Rei D. Pedro V, a igreja dedicada ao arcebispo de Toledo (Igreja de Santo Ildefonso) e o Teatro Nacional de São João. Almoce em algum restaurante do centro – há vários com pratos típicos nessa região! – e vá até à Praça D. João I, que presta homenagem ao primeiro rei da dinastia de Avis de Portugal.

Nessa praça está localizado o famoso Teatro Rivoli, inaugurado em 1913. Finalize o primeiro dia indo ao Mercado do Bolhão, construído na primeira Guerra Mundial e ponto de interesse dos turistas pela diversidade de produtos frescos e artigos que vende.

Igreja de Santo Ildefonso

Dia 9 – Porto

Comece o segundo dia no Porto indo até à região da Ribeira. No Largo 1º de Dezembro está o Mosteiro de Santa Clara, edifício religioso que foi construído por uma promessa da Rainha Filipa de Lencastre. Perto dele está a Muralha Fernandina, construída com o intuito de proteger melhor a cidade em 1336.

De lá, desça para a parte baixa da Ribeira, ao lado do Rio Douro, através do Funicular dos Guindais. Almoce por lá e depois conheça alguma das caves que a região tem a oferecer. Normalmente as caves têm um preço fixo, com direito a visitação e degustação de alguns vinhos.

Cave Ferreira de vinho do Porto

Se quiser, faça também um passeio de barco pelo Rio Douro à tarde, e observe as várias pontes que ligam a cidade do Porto a Gaia. Acima da Praça da Ribeira fica o Palácio da Bolsa, que mantém importantes coleções de arte e vale a visita. Uma das salas preferidas é o salão árabe, cheio de detalhes e uma decoração luxuosa. À noite, se quiser permaneça pelo centro, jante em algum dos diversos restaurantes que a região oferece ou curta um dos bares no Porto.

Passeio de barco pelo Rio Douro no Porto

Dia 10 – Porto

Em seu décimo dia de mochilão, vá para a Torre dos Clérigos para se despedir do Porto com uma vista incrível de toda a cidade. Para subir, você precisa encarar 250 degraus, mas o esforço vale a pena. Depois de ter essa vista incrível, vá para a Rua das Carmelitas, onde está a famosa e linda Livraria Lello & Irmão.

De lá, se dirija à Rua D. Manuel II, um espaço muito verde da cidade, e conheça o famoso Jardim do Palácio de Cristal, que é um dos melhores e mais famosos pontos turísticos da cidade. Almoce e, à tarde, se ainda tiver tempo, veja onde fazer compras em Porto e aproveite para levar algumas lembrancinhas da cidade.

Livraria Lello & Irmão no Porto

Dia 11 – Guimarães

Em seu 11º dia de roteiro, você irá para Guimarães – deixe tudo no hotel e vá direto ao topo da cidade, onde fica o Castelo de Guimarães, a construção mais imponente e quiçá importante de Guimarães. Ele está muito bem conservado, tendo sido construído antes do século XII e ampliado durante esse século para torná-lo também mais forte. Dizem que foi nesse castelo que nasceu D. Afonso Henriques.
Descendo o Castelo, você passará pela Capela de São Miguel, onde o primeiro rei de Portugal (D. Afonso Henriques) foi batizado. A pia batismal que até hoje fica na capela foi a mesma usada para batizar o rei. Para o almoço vá até o centro e à tarde visite o Mosteiro Santa Marinha da Costa, que foi fundado em 1154 e hoje em dia é uma pousada. Inclusive servem almoços lá, então aproveite e faça a refeição lá. Depois é possível visitar os jardins e a capela do Mosteiro, que são abertos ao público.
Castelo de Guimarães

Dia 12 – Guimarães

No segundo e último dia na cidade, vá até o Paço dos Duques de Bragança, um lugar incrível que foi construído no século XV para abrigar os duques de Bragança. Hoje em dia, o Paço dos Duques ainda é a residência oficial do Norte do governo português.
É possível visitar o castelo e o museu, então separe a manhã inteira para isso, pois vale muito a pena. Se for visitar em um domingo, aproveite a visita aos museus pela manhã, pois até às 14h a entrada é gratuita. À tarde passeie pelo centro e não deixe de visitar a Igreja Nossa Senhora da Oliveira, onde era um mosteiro fundado por D. Afonso Henriques.
Centrinho de Guimarães

Dia 13 – Braga

Neste dia, prepare-se para viajar mais alguns minutinhos de ônibus ou carro para Braga, a terceira maior cidade de Portugal, considerada a ”Roma” do país. Aqui, vale conhecer e passear pelo centro histórico e turístico, logo você vai entender o motivo da cidade ser comparada à capital italiana. No centro histórico ficam as antigas termas romanas e a Catedral da Sé de Braga. A Sé tem mais de mil anos de história e por dentro é linda. Ao lado da Catedral há vários bares e lugares para comer, então escolha um dos restaurantes de Braga e faça um almoço típico português.
Catedral da Sé de Braga
Depois do almoço, passeie pelo Largo do Passo e vá até o Arco da Porta Nova, uma das portas de entrada à cidade amuralhada e a única que resta hoje em dia em Braga. Depois, vá até o Santuário do Bom Jesus do Monte e ao Santuário do Sameiro, dois santuários e templos incríveis e muito importantes e famosos na cidade. Se você for no final do dia, verá  pôr-do-Sol desde o alto do Bom Jesus. É uma das vistas mais lindas da cidade. Não deixe de ver onde ficar em Braga, para escolher a melhor região para se hospedar nesses dois dias na cidade.

Dia 14 – Braga

No segundo dia em Braga, vale a pena sair um pouco do centro e ir até o Mosteiro de Tibães, um dos mosteiros mais ricos e importantes do norte de Portugal. Ele fica a aproximadamente 6 km da cidade. Além do interior do mosteiro e sua linda igreja, vale a pena também visitar os jardins e campos, onde os beneditinos cultivavam seu próprio alimento.
Mosteiro dos Tibães em Braga
Perto da região onde fica o Mosteiro, fica também o Braga Parque, um grande centro comercial na cidade cheio e lojas, restaurantes e outros serviços. Depois de passear pelo shopping, você pode voltar para a cidade e visitar o Palácio do Raio, um palácio que tem uma fachada linda de azulejos típicos portugueses. Se ainda tiver um tempinho sobrando, vale a pena ver a lista de museus em Braga e escolher alguns deles para visitar.

Dia 15 – Gerês ou Serra da Estrela

Seu último dia do mochilão por Portugal é também um dos mais especiais. Ele dependará da época em que você estiver viajando: se for verão, ou estiver mais quente, recomendamos a visita ao parque nacional de Gerês, que tem piscinas naturais e cenários lindíssimos; se for frio, ou inverno mesmo, visite a Serra da Estrela, onde há uma estação de esqui e chalés para experimentar o delicioso (e premiado!) queijo da Serra da Estrela.

  • Gêres é o único Parque Nacional do país e é o ponto mais ao norte de Portugal. Fica muito próximo a Braga, tem aproximadamente 700 km de superfície e é um lugar lindo para passear e ver a flora, fauna e as diversas paisagens. Dá para passar facilmente o dia inteiro no parque, ou as poucas horas que tiver livre neste dia.

Gêres, Portugal

  • A Serra da Estrela, apesar de não ser a montanha mais alta de Portugal (e sim a segunda), fica por debaixo da Montanha do Pico nos Açores, tendo altitude máxima de 1.993 metros. A estação fica a uns 900 metros da Torre Vodafone, a qual é possível visitar e de onde se tem uma vista linda. Há também restaurantes e cafés lá no alto. A alta temporada acontece entre novembro e abril, mas o melhor mês (quando cai mais neve) é fevereiro. Não é todo o ano que neva bastante, ou o suficiente para que a estação funcione, e pensando nisso é colocada também neve artificial, o que faz com que a estação de esqui abra todos os anos! A Estação da Serra da Estela é pequena e ideal tanto para quem está aprendendo a andar de esqui, quanto para quem já tem um bom nível na prática.

Serra da Estrela, Portugal

  • Neste último dia, você voltará para o Brasil pelo aeroporto do Porto (há voos diretos) ou voltará para Lisboa, a cidade por onde você chegou.

Como encontrar passagens muito baratas para e por Portugal?

É difícil acompanhar todas as promoções e passagens de todas as companhias aéreas para conseguir comprar a mais barata. Por isso, é importante seguir algumas dicas para achar passagens aéreas baratas para Portugal. A primeira grande dica é acessar algum comparador de passagens aéreas, que faz uma busca em todas as companhias aéreas para Portugal. Ele poupa você de ter que entrar em cada companhia e fazer várias buscas diferentes.

Avião no céu durante voo

Com um comparador de passagem aérea, você coloca a data da sua viagem e ele já mostra todas as opções disponíveis. Nós sempre usamos esse comparador de passagens aéreas, pois de todos é o que sempre tem os melhores preços e é um dos mais seguros e conhecidos do Brasil. Clique nele e siga as dicas abaixo que você vai economizar muito na compra das passagens aéreas para Portugal. Só de utilizar ele, você já vai conseguir achar os melhores preços e as melhores opções de passagens.

Existem algumas dicas que podem ajudá-lo a encontrar uma passagem mais barata para Portugal. A principal é pesquisar qual é o período de alta temporada do seu destino, pois fica tudo muito mais caro, principalmente as passagens aéreas. Em Portugal, os meses de julho, dezembro e janeiro são os mais caros.

Outra dica legal para achar passagens aéreas mais baratas é pesquisar a data do voo sempre caindo numa segunda, terça ou quarta-feira. Os voos de quinta, sexta e principalmente os de sábado e domingo costumam ser mais caros. O horário do voo também influencia. Geralmente as passagens aéreas noturnas são as mais caras, pois são as mais procuradas. As pessoas preferem ir dormindo para chegar de manhã no destino já descansadas e aproveitar o dia. Os voos de tarde geralmente são mais baratos.

Avião em céu com Sol se pondo

Sempre pesquise bem as opções de passagens aéreas para Portugal, pois às vezes a opção com uma escala pode ser muito mais barata do que um voo direto. Só veja bem qual é o tempo da escala e onde ela é feita, para não perder muito tempo de viagem e chegar super cansado em Portugal. Mas faça bem as contas, pois às vezes se a diferença é pequena, vale mais a pena o voo direto para você aproveitar melhor a viagem e chegar mais rápido.

Muito mais dicas de Portugal no Youtube!

Está gostando da matéria? Não deixe de visitar também o nosso canal no Youtube. Tem vários vídeos incríveis de Portugal, com muito mais dicas, para te ajudar a planejar toda a sua viagem. Se quiser, clique aqui para se inscrever no canal ou aqui para ver a playlist com todos os vídeos de Portugal. Esse vídeo é o mais assistido do canal:

Não esqueça o seguro viagem obrigatório para Europa

Agora que você já sabe tudo sobre o mochilão de 15 dias por Portugal, uma dica importantíssima que reforçamos para todos que estão planejando ir a qualquer país da Europa é que não se esqueça que fazer um Seguro Viagem Internacional é obrigatório para viajar para lá. Veja nossa matéria de Seguro Viagem para Europa com tudo o que você precisa saber sobre o assunto, quais são os melhores seguros e dicas para fazer um excelente seguro por um preço incrível economizando muito.

Mulher olhando janela de avião

Como usar seu celular à vontade em Portugal e na Europa?

Poder usar seu celular em Portugal e na Europa, em geral, é algo extremamente útil e necessário, já que com ele você pode pesquisar sobre pontos turísticos, acessar os aplicativos deles, conferir a previsão do tempo e até usar o GPS, economizando o aluguel deste equipamento para o carro.

Além de, claro, estar conectado nas várias redes sociais e WhatsApp! Por isso, selecionamos as melhores dicas de como usar o celular à vontade na Europa. É super barato e você vai poder usar seu celular o dia inteiro e em qualquer lugar, podendo pesquisar sobre o mochilão de 15 dias por Portugal.

Casal olhando celular

Dicas para aproveitar melhor sua viagem a Portugal

Agora que você já viu tudo sobre o mochilão de 15 dias por Portugal, uma dica importante é que alguns pontos turísticos, praias, cidades legais e vinícolas em Portugal são um pouco afastados das cidades, e uma ótima opção para aproveitar melhor sua viagem é alugar um carro.

Muitos brasileiros estão fazendo isso, pois você pode conhecer várias cidades lindas. Se quiser, veja nossa matéria de como alugar um carro em Lisboa e Portugal, com tudo o que você precisa saber do assunto e dicas de como encontrar preços imbatíveis usando comparadores, para fazer o melhor negócio.

Dicas para aproveitar melhor sua viagem ao Porto

Dica dos ingressos e passeios mais baratos para todas as cidades de Portugal (com translado grátis!)

Temos duas super dicas para quem quer comprar os ingressos das atrações e fazer os passeios em Portugal. Portugal tem cidades mágicas, e existem passeios incríveis que o levam para conhecer essas cidades em um único dia. Nós conhecemos uma agência de passeios ótima que faz todos esses tours guiados de forma privativa (com carro e guia exclusivos!), a preços muito bons mesmo.

Foi uma experiência excelente que tivemos, e há opções para cidades como Lisboa, Fátima, Sintra e Porto! Se quiser, veja a matéria em que explicamos essa super parceria de passeios privativos por Portugal. O preço é para grupos de três pessoas, mas pode-se viajar com mais ou menos gente, e o valor individual sai muito em conta. E usando nosso cupom, você ainda ganha um super desconto e o translado do aeroporto ao hotel grátis!

Palácio da Pena em Sintra, Portugal

Os ingressos para entrar nas atrações não estão inclusos nos passeios, mas se a pessoa quiser ir a alguma, eles ajudam a comprar lá na hora, sem problemas. Lembramos que é sempre mais barato comprar antes, pela internet, para evitar filas e não perder tempo de viagem. Nós já viajamos o mundo e sempre pesquisamos bastante sobre a questão dos ingressos.

Nas últimas viagens utilizamos esse site de Ingressos da Europa, que vende ingressos para os principais pontos turísticos de Lisboa, Porto e de todas as cidades da Europa! Eles são um dos maiores vendedores de ingressos, o site está em português, é seguro, e o bom é que você compra todos os seus ingressos em um único lugar.

Veja outras matérias imperdíveis de Portugal:

O que fazer em Lisboa: Principais atrações, passeios e lugares de Lisboa em Portugal.
Onde ficar em Porto: Melhores regiões para se hospedar em Porto.
Dicas para andar de trem na Europa: Melhores empresas, trajetos, onde comprar passagens super baratas e todas as dicas.

Tags:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *